Home  |   Eventos  |   Notícias  |   Novidades  |   Receitas  |   Tempo  |   Custo de Produção  

  Meio Ambiente  |   Utilinks  |   Planejamento  |   Prêmios  |   Contate-nos  
Cana
Cana

  Home
  Cana de açucar
  Custos de Produção
  Pragas da cana
  Cupins
  Migdolus
  Broca
  Elasmo  
  Gorgulho rajado
  Nematóides
  Mosaico
  Escaldadura
  Raquitismo
  Carvão
  Podridão cana
  Variedades

Vídeos

Colheita mecanizada

parte1

parte2

parte3

 

Plantio


Elasmo

Elasmo

 

Além da cana-de-açúcar, o Elasmopalpus lignosellus ataca também o milho, arroz, amendoim, trigo, sorgo, feijão, soja, algodão, etc..., durante o desenvolvimento inicial da cultura. O adulto realiza a postura na parte aérea da cana. As larvas recém nascidas alimentam-se inicialmente de folhas, caminham em direção ao solo e, na altura do colo, perfuram o broto, abrindo galerias no seu interior. No orifício de entrada do túnel, as larvas constroem, com fios de seda, terra  e detritos, um abrigo de forma tubular, onde permanecem a maior parte do dia, saindo à noite para atacar outras plantas jovens nas proximidades. A perfuração basal na planta nova provoca a morte da gema apical, seguida de amarelecimento e seca das folhas centrais, surgindo o conhecido coração-morto.

 

 

 

 

Em muitos casos a planta atacada morre, gerando falhas na lavoura; em outros casos, a planta recupera-se emitindo perfilhos. Os prejuízos são mais intensos na cana planta.

Em glebas infestadas, onde a praga constitui problemas, pode-se indicar o controle químico, por meio de pulverizações dirigidas ao colo das plantinhas e realizadas ao entardecer, com soluções inseticidas à base de Carbaril 125 g/100 litros de água ou Acefato 45 g/100 litros de água ou Deltametrina 1 cm3/100 litros de água.

  Home  |   Eventos  |   Notícias  |   Novidades  |   Receitas  |   Tempo  |   Custo de Produção  

  Meio Ambiente  |   Utilinks  |   Planejamento  |   Prêmios  |   Contate-nos  


Web Master respons?el - Pud@san
pudasan@agrobyte.com.br