Home  |   Eventos  |   Notícias  |   Novidades  |   Receitas  |   Tempo  |   Custo de Produção  

  Meio Ambiente  |   Utilinks  |   Planejamento  |   Prêmios  |   Contate-nos  
Culturas

Sorgo

 

 

 

 

 

                PREPARO DO SOLO

 

           O sucesso de uma lavoura de sorgo depende muito de um bom preparo de solo. Fazer aração cedo, logo após a colheita da cultura anterior. Antes do plantio de sorgo, eliminar os torrões, detritos e ervas daninhas, passando a grade uma ou duas vezes. Deixar a superfície do solo tão nivelado quanto possível, para que a emergência da plântula seja rápida e uniforme.

            No plantio do sorgo de sucessão  ou 2ª época, a semeadura pode ser direta sobre as palhadas de soja ou milho. Para sucesso desse plantio direto deve-se observar:

  •             Uso de "kits" especiais para plantio  direto

  •             Quando necessário, aplicação de um dessecante antes do plantio do sorgo

  •             Quando necessário aplicação de herbicida seletivo para sorgo

            A calagem, se necessário deverá ser aplicado no mínimo 60 dias antes da semeadura.

 

            ÉPOCA DE PLANTIO X ESCOLHA DO HÍBRIDO

 

            A época de plantio varia de acordo com a região. Deve ser feita a escolha do híbrido adequado para região e para época de plantio.

 

         Quadro 1 - Épocas favoráveis ao plantio de sorgo, segunda a região

 

Estados ou Região  Plantio semear em:
Rio Grande do Sul e Santa Catarina das águas  1º de outubro até 15 de dezembro
Paraná, São Paulo,Mato Grosso do Sul,Goiás, Minas Gerais(Triangulo e Alto Paranaíba)e Mato Grosso das águas

da seca

 15 de novembro até 1º de janeiro

 15 de janeiro até 15 de março

Norte de Minas e Sul da

Bahia

das águas

com irrigação

 1º de novembro até 1º de janeiro

O ano todo

Nordeste

 

com irrigação

sem irrigação

ano todo

março-abril

           

 Para cada região e para cada época de plantio há um híbrido de melhor adaptação . O plantio das águas oferece maiores rendimentos, mas o híbrido deve possuir boa tolerância às enfermidades das folhas e da panícula, e à debulha dos grãos por excesso de umidade.O preço alcançado nesta época do ano são melhores, pois há pouco milho no mercado.

            O plantio da seca ou 2ª safra, ou sucessão, dá rendimentos menores, mas os problemas de enfermidades e secagem são mínimos. Um bom híbrido para plantio da seca deve ser mais precoce, para aproveitar as poucas chuvas que caem no período de crescimento e formação dos grãos.Deve ter boa tolerância à dessecação e ao tombamento.

 

            PLANTIO

 

            O sorgo não deve ser plantado com o solo seco e/ou frio. A temperatura do solo deve atingir pelo menos 18ºC, e deve ser plantado após uma boa chuva.Usa-se a mesma plantadeira usada para outros grãos, observando apenas a troca do disco de plantio .

 

            Quadro II - Quantidade de sementes conforme o espaçamento  utilizado

 

Distancia entre linhas nº de sementes por metro linear nº provável de plantas por metro linear Quantidade de sementes por /ha Kg Quantidade de sementes por alq/paulista.Kg Quantidade de sementes por alq/mineiro.Kg
50

60

70

13-15

16-18

19-22

8-10

12-13

15-16

de 7 a 10 de 15 a 25 de 30 a 50
           

            

A profundidade do plantio deve variar de 3 cm(solos pesados e bem umedecidos ) a 5 cm (solos leves e pouco umedecidos).A população de plantas ideal varia com a fertilidade do solo e a época de plantio.

            No plantio das águas, em solos de boa fertilidade ou bem adubados poderá haver até 200.000 plantas por hectare. Em solos fracos, o stand deve ser reduzido  para 150.000 plantas/hectare. No plantio da seca  o espaço entre fileiras deve ser de 70 cm e um stand de 8 a 12 plantas/metro.

 

            ADUBAÇÃO

 

            A adubação correta acelera o desenvolvimento, melhora a eficiência na absorção de água, aumenta o rendimento e melhora a qualidade.

            A fórmula de adubação para a cultura do sorgo é obtida pela avaliação dos resultados da análise de solo.Como qualquer outra cultura, o sorgo necessita de uma formulação bem equilibrada de nutrientes básicos De modo geral, cerca de 200 a 300 kg/hectare de uma fórmula bem equilibrada para a cultura do milho serão suficientes para o sorgo. A adubação nitrogenada em cobertura, deve ser aplicada dos 20 aos 40 dias após o plantio, e dá excelentes resultados.

 

           TRATOS CULTURAIS

 

            Os tratos culturais devem ser feitos na hora certa. A concorrência das ervas daninhas é muito prejudicial, principalmente durante os 30 primeiros dias após a emergência das plantas. As ervas daninhas daninhas são eliminadas através de um ou dois cultivos, mas o equipamento utilizado nessa operação não deve se aprofundar muito, para não prejudicar o sistema radicular do sorgo e diminuir o seu rendimento.

            Se houver condições favoráveis , o controle das ervas daninhas na cultura do sorgo pode ser feito com herbicidas, com bons resultados.Os produtos à base de Atrazina podem ser aplicados em pré emergência, desde que a planta já tenha desenvolvido três folhas. Siga as orientações de um  Engenheiro Agrônomo, para efetuar, está prática cultural.

           

           PRINCIPAIS PRAGAS NA CULTURA DO SORGO

 

            Pragas do solo

 

            Entre as mais comuns pragas de solo estão as lagartas elasmo, lagarta rosca e as formigas.

 

            PRAGAS DA PARTE AÉREA

  •             Lagarta do cartucho (Spodoptera frugiperda)

  •             Broca da cana de açúcar - é uma praga de pouca importância econômica  para a cultura do sorgo

  •             Pulgões - Duas espécies de pulgão atacam o sorgo, o pulgão do milho, (Rhopalosiphum maidis) e o pulgão verde ou o pulgão do trigo (Schizaphis graminum)

  •             O pulgão verde apresenta maior importância econômica  que o pulgão do milho.

  •             Mosca do sorgo - São pequenas moscas de coloração alaranjadas e asas  transparentes, medindo cerca de 2 mm. Seus ovos são colocados no interior das flores , e as larvas resultantes se alimentam dos grãos do sorgo em formação,em consequência as panículas ficam chochas e a queda na produção poderá ser significativa.

            PRINCIPAIS DO DOENÇAS DO SORGO

 

            As principais doenças do Sorgo no Brasil, de significado econômico são:

  •             Podridão das Sementes e Doenças das Plântulas - Podem afetar a germinação,o desenvolvimento inicial e reduzir o stand.

  •             Doenças Foliares- Antracnose, Ferrugem, Vírus do mosaico da cana de açúcar, míldio do Sorgo

  •             Doenças do Colmo - Podridão de Macrophomina, Podridão Vermelha do Colmo

           COLHEITA

 

            O Sorgo pode ser colhido com colhedeiras automotrizes ou rebocadas a trator, também utilizadas para colheita de soja, de trigo e de arroz . Mas esse equipamento para colher o sorgo granífero deve estar bem regulado, caso contrário as perdas serão sérias e o produto não sairá limpo.

            Como proceder: abrir o ventilador ao máximo

                                      Fechar as peneiras, também ao máximo

                                      Regular a rotação dos cilindros,para que não se quebrem muitos grãos e, ao mesmo tempo, não sobrem panículas mal trilhadas.

           

  Home  |   Eventos  |   Notícias  |   Novidades  |   Receitas  |   Tempo  |   Custo de Produção  

  Meio Ambiente  |   Utilinks  |   Planejamento  |   Prêmios  |   Contate-nos  


Web Master respons?el - Pud@san
pudasan@agrobyte.com.br